Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de 2005

Balanço de fim de ano

Não temos o que reclamar do ano de 2005. Além de ter sido maravilhoso por diversos aspectos, foi decisivo para nossa imigração para o Canadá. Principalmente no segundo semestre.

Como já havíamos registrado cá neste Blog, em julho último fizemos uma "turnê" pela costa oeste canadense, o que nos ajudou a decidir por Vancouver.

Logo em seguida, em agosto e nos meses seguintes começamos a procurar por informações, juntar toda a papelada e demos já entrada no processo neste mês. Já recebemos a notificação de abertura do nosso processo (Federal) e o ano fecha, assim, com chave de ouro.

Queremos mais uma vez agradecer a todos pela torcida e pelos comentários sempre muito positivos.

Ao Paulo Dunlop, se ainda não recebeu, já deve estar recebendo a cartinha do consulado com a abertura do processo.

Parabéns também aos blogueiros do CanaDa Boa, Wander e a Lu, por já estarem com o visto em mãos.

Desejamos a todos um ótimo 2006, repletos de realizações, suce$$o, saúde, paz e cada um com seu vis…

Chegou a carta!

Eu não esperava por ela tão cedo, mas não é que a tal carta chegou?

24 dias depois da postagem nos Correios, chegou o aviso da abertura do nosso processo!!! Com o tal número e os prazos.

Até junho devemos receber alguma outra correspondência, e depois até outubro o pedido dos exames.

Caramba! Eu JURO que estava esperando essa carta lá pra meados de fevereiro...

Fim de ano agitado

Estamos sumidos, é verdade. Passou a fase inicial da pesquisa, da coleta dos documentos, preenchimento de formulários. Agora é esperar.

Infelizmente não temos tido tempo pra colocar coisas legais no blog, mas pretendemos preparar posts interessantes sobre Vancouver, sobre nossas novas pesquisas da cidade, do mercado de trabalho, da cultura, enfim... queremos entender melhor essa terra para onde queremos ir.

Enquanto isso, vamos tocando nossa vidinha aqui também, né? Afinal de contas, o futuro é incerto. Temos que viver o presente.


Fiquei sabendo que a Luly e o Wan conseguiram os vistos! Parabéns vocês dois, viu!

Enviamos!

Ufa! Finalmente enviamos hoje a documentação para o consulado canadense. Depois de praticamente 3 meses juntando tudo, conseguimos superar esta fase cansativa e desgastante. Nunca havíamos levantado a nossa vida de forma tão consistente como agora. Foram 75 páginas, dentre formulários, cópias de documentos pessoais de todo o tipo, cartas, certificados, certidões, comprovantes, além das fotos. E o mais doloroso: o comprovante de pagamento da taxa. Ai!

Agora entamos entrando em outra fase: a do "chá-de-cadeira" do consulado. Aguardar a carta de recebimento dos documentos e abertura do processo (Federal, que é o nosso).

Nesse tempo de espera, pretendemos adiantar algumas coisas como a tradução juramentada de diversos documentos, recomendação do amigo Ary, hoje em Vancouver. Nos será útil, dentre outras coisas, para os futuras oportunidades de estudo.

No mais, vamos tocando a nossa vida por aqui. Ainda há muito por fazer.

Agradecemos à todos pela torcida.

Tem que querer muito mesmo

Há uns dias começamos a preencher a papelada toda. Olha, tem que estar muito determinado mesmo pra imigrar, porque só o preenchimento dos formulários CANSA demais! É tanto detalhe que precisa dar.

Eu diria que estamos com 90% da papelada pronta (formulários e documentos). Falta muito pouco. Nossa meta é enviar tudo na semana que vem.

Torçam por nós!

35mm por 45mm

Quando comecei a ler as instruções do processo e toda a documentação necessária, fiquei muito intrigada com o tamanho das fotos: 3,5 x 4,5 cm. São necessárias 6 fotos. É isso mesmo, não é o padrão 3x4 que a gente conhece, esse meio centímetro de cada lado faz falta. E a especificação não fica por aí... o tamanho do topo da cabeça ao queixo tem que ter entre 2,5 cm e 3,5 cm. Tá tudo detalhado nesse documento, na página C-1.

Primeiro nós tentamos fazer em casa mesmo. Tiramos fotos digitais e manipulei o tamanho no Photoshop. Mas como meus conhecimentos na ferramenta são apenas para a web, é claro que não deu certo. Eu coloquei exatamente o tamanho pedido na régua do Photoshop e quando imprimiu naquele tamanho que eu pedi, a imagem ficou com uma resolução péssima. O que eu tinha que fazer era criar um arquivo em tamanho bem maior, pra quando imprimisse num tamanho menor, a resolução ficar boa. Mas aí tinha que fazer muitos cálculos e proporções pra saber o tamanho necessário do arquivo...…

Novos links

Acabei de editar o menu lateral, incluindo novos links que estavam nos meus favoritos, mas que ainda não tinha tido tempo de colocar aqui.

Também estamos pensando em trocar a URL do blog. paubrasil-mapleleaf é muito comprido e difícil de lembrar. O que vocês acham?

Mais sobre o IELTS

Muita gente tem me perguntado sobre a prova. Resolvi então fazer um post dedicado ao assunto. Tomara que seja útil.

Por quê eu preciso fazer o IELTS?

Um dos itens do checklist da imigração para saber se você está habilitado ou não para se candidatar como Skilled Worker é a habilidade em um dos idiomas oficiais do país, no meu caso, inglês. Para isso, eles pedem que você apresente prova da sua fluência através do exame IELTS (International English Language Testing System). Segundo o site, eles aceitam tanto o IELTS como o CELPIP (que, particularmente, nunca tinha ouvido falar).

Para conseguir a pontuação máxima no item Language Skills, você precisa tirar no mínimo 7 no IELTS, em cada um dos quatro módulos e na média geral. Para uma prova que vai até 9, 7 é uma nota razoavelmente difícil de se conseguir.

Veja a tabela de equivalência das notas e o nível de fluência, conforme está no site da Imigração Canadense:






E se eu tenho fluência suficiente e não quiser fazer o exame?

Não é necessário. No…

Abba e Ima

Continuando o post anterior, cheguei em Toronto num sábado, ou melhor, Shabbat. Os meus "pais adotivos" são judeus ortodoxos, praticantes, e sábado é o dia do descanso até que o sol se ponha.

Por sermos cristãos, nossas práticas são muito diferentes mas isso não me incomodou em nenhum momento. Muito pelo contrário. Fiz questão de conviver com a diferença, aprender mais do que o inglês. Aprender a conviver com a diversidade cultural que Toronto oferece. Quem conhece a cidade sabe o que estou dizendo.

Tive o privilégio de conquistar o coração do Nolan e da Carol, que até hoje os chamo carinhosamente de Abba e Ima, respectivamente pai e mãe em hebraico.

Não sei se todos vão entender o que quero dizer mas por ser um sábado, as atividades na casa são muito restritas. De qualquer forma foi ótimo. Neste dia de chegada, conhecer meu quarto, tomar um banho maravilhoso, comer alguma coisa e descansar eram mesmo a melhor pedida.

No domingo, a Carol nos levou ao Downtown para sabermos que ô…

Marinheiro de primeira viagem

Como já escrevi aqui antes, minha primeira viagem ao exterior foi em 2003 para o Canadá, Toronto. Fiquei lá por um mês para fazer um curso de intercâmbio.

Tudo era desafiador: viajar sozinho para um outro país, não dominar o idioma, frio de inverno canadense, além de que não conhecia ninguém lá. Embora estivesse super motivado e psicologicamente preparado, nunca se sabe o que te espera numa situação dessa. Como eu ia ficar em casa de família (homestay), tinha em mãos informações da família, endereço e telefone.

A escola tinha me oferecido, ainda no Brasil, a opções de ter alguém que me recebesse no aeroporto e me levasse de carro até a casa da família. Como a grana era curta, pensei em ir de ônibus mesmo.

Thank God, não precisei gastar todo meu inglês na imigração (diferente de outros colegas da escola que precisaram ir para o famoso quartinho pra responder as perguntas básicas). Bastou dizer ao oficial de imigração o motivo da minha estada no Canadá e apresentar a carta da escola com o …

Almost an expert user

Chegou a nota do IELTS!

Listening: 9
Reading: 9
Writing: 8
Speaking: 8

Overall score: 8,5

Olha, eu juro que não esperava um resultado TÃO bom! Eu sabia que tinha feito uma boa prova, mas o resultado me surpreendeu mesmo.

Quem sou eu

(peguei a brincadeira no blog da Fê)



Adoro escrever. Por isso resolvi ser jornalista. O destino acabou me levando para caminhos diferentes, e hoje sou uma menina digital. O sonho de escrever ainda está encubado dentro de mim e concretizo um pouco dele nos blogs que tenho (Aha! Não é só esse!).

Sou tímida, organizada, perfeccionista. O caos me incomoda, mas a preguiça às vezes é maior que a vontade de ver tudo arrumado. Já tive memória melhor, ao longo dos anos meu HD foi enchendo demais e comprometendo a minha performance mental, eu acho. Já fui mais teimosa, hoje sou mais tolerante e aceito que as pessoas não precisam concordar com tudo o que penso, e vice-versa.

Gostaria de ter mais tempo pra ler, que eu adoro. Já tive medo de livros muito grossos, hoje eles não me assustam mais. Gosto de fotografia, gostaria de ser fotógrafa de eventos sociais ou de retratos. Já fotografei casamentos de amigos e familiares, as pessoas até gostaram das minhas fotos. Pena que fotografia seja um hobby mu…

Emprego - quando chegar lá

Será que eu vou conseguir emprego logo? Na minha área?

Provavelmente todos que pensam em imigrar devem se fazer essa pergunta muitas vezes. Esses dias tem rolado umas conversas na lista de discussão sobre esse assunto: pessoas qualificadas que vão para o Canadá, acabam em subemprego e não conseguem oportunidades nas suas áreas.

Sinceramente? Eu não me importo de trabalhar em outra coisa que não seja a minha área. Até porque, no meu caso em particular, a área que eu trabalho e tenho experiência não é o que eu queria fazer. Eu gosto do que faço, mas queria tentar outras coisas. Foi o destino que foi me empurrando para onde estou hoje. Não me incomodaria em mudar de rumo novamente.

Não vou negar, aqui no Rio eu tenho um bom emprego, um bom salário, tenho perspectivas de crescimento profissional. Mas não aguento mais essa cidade. Não vejo futuro para a minha filha, que hoje tem apenas 1 ano e meio. Se eu tiver que ser caixa de supermercado no Canadá pra que ela tenha um futuro digno, eu não …

IELTS - passou o sufoco

A prova foi no sábado. Eu estava tranquila e acho que consegui os pontos necessários para o processo. Vamos ver... o resultado sai em duas semanas.


Já demos entrada para as declarações de antecedentes criminais e já temos o da Polícia Civil e o da Justiça Federal em mãos. Falta só o da Polícia Federal, que fica pronto no final do mês.


Vou optar por não apresentar carta de referência do trabalho atual. É o meu primeiro emprego e não quero me expor ainda e comunicar minhas intenções. Temo possíveis represálias ou boicotes a possíveis oportunidades de crescimento enquanto ainda estou aqui. Vou fazer uma carta para o Consulado dizendo o motivo de eu não apresentar uma carta de referência.


Essa fase anterior ao envio de toda documentação é chata. Parece que nada tá pronto, parece que ainda não temos nada concreto em mãos. A gente tem postergado muito fazer certas coisas, como tirar cópias dos documentos, ou providenciar extratos bancários e fotos. Mas sei que, aos pouquinhos, estamos juntando…

Antecedentes criminais - Saiba (quase) tudo

Vamos compartilhar com vocês algumas informações que podem ser preciosas para obter as certidões de antecedentes criminais aqui no Rio de Janeiro.

Só para vocês se situarem, para obter cada um destes documentos, temos que ir em lugares diferentes e, apesar de ser no Centro da cidade, são muito distantes um do outro e rendem uma boa caminhada.

Não sei o real motivo mas aqui no Rio, as polícias Civil e Federal exigem uma carta específica do consulado. Ou seja, para cada pessoa, uma carta para cada polícia. E pelo que sei, outros estados não solicitam esta carta. Coisas do Rio.

De qualquer forma, todos os serviços são gratuitos (inclusive a carta do consulado canadense).

Polícia Civil

Levar:
uma cópia da carteira de identidade (pode ser a carteira de motorista desde que seja a nova, com foto) e a carta do consulado.

Endereço:
Rua da Relação, 42 (esquina c/ a Rua Mem de Sá).
Subir a rampa no sentido da R. Gomes Freire, no final virar à esquerda).

Horário de funcionamento:
de 2ª a 6ª-feira, das 11:00…

Não vamos precisar renovar passaportes!

Eu tinha falado aqui que íamos renovar os passaportes antes de dar entrada no processo. Bem, comentando isso na lista, fiquei na dúvida e me sugeriram escrever pra famosa Maria João, do Consulado Canadense em São Paulo. Segue a nossa conversa:

Eu:

Prezada Maria João,

Desculpe-me por tomar a liberdade e escrever-lhe diretamente. Me indicaram o seu email para tirar dúvidas quanto ao processo de imigração para o Canadá.

Gostaria de esclarecer uma dúvida com a senhora. Eu e meu marido vamos dar entrada no processo de imigração federal em breve, mas temos uma dúvida quanto à validade dos passaportes. Temos uma filha de 1 ano e o passaporte de crianças pequenas tem validade menor que o normal.

Vou renová-lo antes de iniciar o processo, naturalmente, mas no caso do passaporte ter validade de 1 ano (como foi no ano passado), e o processo demorar a média de 1 ano (até sair o visto de residente permanente), vamos ser obrigados a entrar no Canadá baseado na validade do passaporte da minha filha? Ou …

IELTS antecipado

Abriu uma nova turma de IELTS no dia 15/10. São duas semanas a menos da data anterior e eu já reservei minha vaga! Só então me dei conta que faltam menos de 3 semanas para a prova e eu só estou protelando os estudos...

Em outubro também vamos renovar meu passaporte e o da Laura, pra dar entrada no processo com os passaportes novinhos.

Por que Canadá?

Nunca entendi o porquê mas sempre tive muita atração pelo Canadá, mesmo antes de conhecer o país. Até que, no fim de 2002 recebemos um encarte de uma escola de intercâmbio oferecendo uma promoção para diversos alguns países, dentre eles, Austrália e Canadá. De início pensei até na possibilidade da Austrália mas um dos fatores que pesou foi mesmo minha antiga atração pelo Canadá.

Por fim, em janeiro de 2003, em pleno inverno canadense, me pus a caminho de Toronto. Sozinho.

O apoio da Paula foi importantíssimo para esta empreitada. Fazer um curso de intercâmbio era um outro sonho a se realizar.

Bom, como podem perceber, o Canadá não me decepcionou. Mais: me atraiu. Os motivos são óbvios: segurança, poder criar nossa filha (e os próximos, se ou quando vierem) com tranqüilidade, ordem e progresso (e isso eles não precisam colocar na bandeira), etc, etc, etc. Nem preciso relacionar os muitos outros motivos.

Por fim, voltei ao Brasil com a imensa vontade de imigrar para o Canadá mas a Paula tam…

Apresentação

Sou André, marido da Paula e vou contribuir com alguns posts por aqui, mesmo que eventualmente.Já que lavo a louça, troco a fralda da Laura e também piloto o fogão, por que não dar meus pitacos por aqui, né?Continuem na torcida! Estamos nos preparando para dar entrada no processo federal em novembro/2005.

Enquanto novembro* não chega...

...eu e o André ficamos aqui, a sonhar com o futuro. Já pensamos no que vamos ter que vender, nas coisas que vamos comprar lá, como vamos levar dinheiro, se vamos abrir uma conta em outro banco ou não... Como será viver em Vancouver? Será que vamos conseguir emprego logo?

André leu em algum lugar - já nem sabemos onde, de tantas referências que temos - que numa mudança tão radical assim, você tem que se concentrar nas coisas boas que vai encontrar lá, pra ajudar a superar a falta do que se vai deixar pra trás. Então, ficamos pensando: O que de bom a gente vai ter lá?

Qualidade de vida. Um futuro decente pra nossa filha. Realizar um sonho. Mergulhar de cabeça no inglês. Aprender francês. Sorvetes bons. Carro barato. Tim Hortons. Starbucks. Lojas de roupa exclusivas para grávidas (aqui é horrível, e pretendemos ter mais filhos). Baby Gap. Esquiar. Neve no inverno. Patinar no gelo. Chocolate quente no frio. Não precisar de fila pra conseguir visto pros EUA. Stanley Park. Dias longos no ver…

Fiz o simulado do IELTS

Foi na terça, dia 30. Eu tinha estudado um pouco, tanto atividades do Reading como algumas do Listening. Até que não tinha me saído mal nos exercícios.

O Simulado testou apenas essas duas partes da prova (ficou faltando o Writing e o Speaking). A primeira etapa foi o Listening.

Pra quem está acostumado a ouvir inglês diariamente, como é o meu caso, foi tranquilo. A gravação é nítida e fala-se rápido, mas claramente. Você tem que ir respondendo no livreto assim que vai ouvindo os diálogos.

No início de cada exercício eles dão um tempinho pra você ler as questões que vai responder a seguir, antes de ouvir o diálogo em si. Nessa hora é importante já relacionar o assunto que vai ser falado e antecipar possíveis perguntas ou palavras para serem completadas nas lacunas. Isso facilita quando o diálogo começa em si, porque você já está preparado para o que vai ouvir.

Por uma ou duas vezes eu me perdi no diálogo, quando percebia já estava na questão seguinte e eu não tinha respondido a anterior. …

Certidões de antecedentes criminais - pra quem é do Rio

Uns dos documentos pedidos para iniciar o processo de imigração são as certidões de antecedentes criminais de três órgãos: Polícia Federal; Ministério da Justiça (Certidão de Ações, Execuções, Cíveis, Criminais e Fiscais) e da Polícia Civil do Estado, no caso do Rio, no Instituto Félix Pacheco. Você deve apresentar tais certidões para todos os estados onde morou por mais de 6 meses nos últimos dez anos. Os documentos devem ter sido emitidos até 3 meses antes da data do início do seu processo.

Em outros estados você simplesmente comparece nesses locais e pede a certidão. Em alguns deles você nem paga nada e demora pouco tempo. Mas no Rio, tanto na Polícia Federal como na Polícia Civil, eles pedem uma carta do Consulado dizendo o motivo do requerimento.

Pra isso, é só mandar um email para imm@canada.org.br, informando nome completo, local e data de nascimento, número do CPF e RG e endereço completo.

Fizemos isso no dia 23 e a carta do Consulado chegou no dia 26, sexta-feira. Foi muito rápi…

Notícias de outros blogs

Eu sempre acompanho os blogs de quem tá indo ou já está lá no Canadá.

O Cleber conseguiu o visto dele e a namorada, o CSQ.

O Maurício e a Débora completaram 1 ano de Canadá e fizeram um post maravilhoso sobre as diferenças e dificuldades que enfrentaram nesse tempo. Confesso que até fiquei abalada, porque também sou muito apegada com minha família, e o relato deles me fez pensar em tudo que também vamos passar...

Já a Família 3M deu uma dica muito importante, sobre a validade do passaporte. Como o passaporte da Mirela vence em dezembro, o Consulado deu esse limite para eles chegarem no Canadá. Hoje mesmo eu vi que o meu passaporte vence em janeiro de 2007. Se o processo federal demora em média 1 ano, provavelmente vamos ter pouquíssimo tempo pra partir. Pensando nisso, já resolvi que vou renovar meu passaporte antes de iniciar o processo.

Processo Federal ou Quebéc?

Pra quem ainda não sabe, existem três categorias gerais para quem quer imigrar para o Canadá como "skilled worker" (trabalhador qualificado): o processo Federal (que te permite ir para qualquer província ou território canadense), o processo por província (você escolhe uma determinada), e o processo de Quebéc (para quem quer ir para a província francófona).

Como eu não falo um ai em francês (mentira, até sei Bonjour), e não queremos ir para o Quebéc mesmo, optamos pelo processo federal.

Em princípio, queremos ir para Vancouver, em British Columbia. Visitamos a cidade no mês passado e nos encantamos. Também conhecemos Toronto, mas acho que Vancouver é mais tranquila e menos fria no inverno também.

O primeiro passo foi fazer o teste online, onde você pode ver se tem a pontuação mínima para poder iniciar o processo. Essa pontuação é revista de tempos em tempos. Atualmente você precisa de 67 pontos. Nós conseguimos 75. No nosso caso, eu tenho que ser a aplicante principal por causa …

Juntando os documentos

Hoje dei meu primeiro passo ativamente para o processo: fui buscar meu histórico da faculdade na ECO/UFRJ, onde me formei em 2001.

Cheguei lá, o atendente me disse que eu não precisava ir lá, bastava pedir por e-mail. A pessoa que me atendeu por telefone me informou errado, é mole? Mas ele imprimiu lá na hora mesmo, rapidinho. :)

A segunda providência: IELTS. Já verifiquei as próximas datas da prova no Rio e devo fazer a prova de outubro, que dá tempo pra eu estudar bem.

Sobre a viagem - Jasper

Como disse no post anterior, passamos nossas férias de julho no Canadá. Vou contar um pouquinho da nossa aventura lá... não vou fazer o relato por ordem cronológica, porque não consegui fazer o upload das fotos na ordem, ok?



Itinerário e datas (pra ter uma idéia de como as coisas aconteceram):
4/7 - Saída do Rio
5/7 - Chegada em Vancouver
6/7 - Kelowna
7 a 10/7 - Banff
10 a 13/7 - Calgary
13 a 17/7 - Edmonton
17 a 20/7 - Jasper
20 a 24/7 - Vancouver
25/7 - Volta ao Brasil

Jasper

É uma cidade no meio das Montanhas Rochosas, num parque nacional na província de Alberta. A cidade é minúscula, mas há muito o que fazer, principalmente explorar a natureza.

Ficamos lá três dias apenas. No primeiro dia choveu, mas saímos mesmo assim. Fomos no Maligne Lake e no Jasper Tramway, um bondinho que nos leva ao alto de uma montanha. Faz muito frio lá em cima, com um vento fortíssimo. A Laura nem foi na montanha, ficou na parte fechada mesmo. Depois visitamos alguns lagos da região, muito lindos também.


Maligne Lak…

Por que sair do Brasil?

Há algum tempo já estamos incomodados de morar no Rio de Janeiro, principalmente por causa da violência. Tanto eu como meu marido já fomos vítimas da violência no Rio, e não conseguimos imaginar como isso aqui vai estar daqui a 20 anos. Nossa filha tem 1 ano apenas, e não temos esperança de que ela desfrute de um lugar tranquilo nessa cidade.

Pois bem, então já pensávamos em mudar do Rio. Mas, para onde?

Eu, até pouco tempo, preferia ficar no Brasil. Não é possível que no 5º maior país do mundo, não haja um só lugar onde possamos criar nossos filhos em paz! Pensava no sul do Brasil, ou numa cidade de interior aqui no sudeste mesmo.

Já o André sonhava em morar fora. Em 2003 ele foi pra Toronto fazer um curso de inglês por um mês e se encantou com o Canadá. Eu já tinha estado lá com meus pais, antes de casar. Desde a volta dele, ele vem me cantando pra gente mudar pra lá. Naquela época, com menos intensidade, mas foi crescendo a vontade, principalmente depois que a Laura nasceu.

Em julho pa…