<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d15371126\x26blogName\x3dDestino:+Canad%C3%A1\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dSILVER\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://destino-canada.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_BR\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://destino-canada.blogspot.com/\x26vt\x3d-4354411323080657729', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>

Destino: Canadá

Neve em Vancouver


Foto de feeltheflow, no Flickr

A notícia da semana é a tempestade de neve na cidade onde escolhemos morar. Aparentemente neva muito pouco em Vancouver, e quando neva não é muito constante, mas esta recente nevasca foi uma tremenda surpresa para os moradores da cidade. Todos os nossos futuros vizinhos comentaram sobre a neve em seus blogs.

Que o clima está mudando a gente está careca de saber. Essa nevasca e a tempestade de chuva na semana passada podem ser sintomas disso também, assim como todas as coisas doidas que estão acontecendo em vários lugares do planeta. Mas eu não quero falar nisso.

Eu sou doida pra ver nevar. Não a neve somente, mas a neve caindo do céu. Eu já vi neve em Nova Iorque e no Canadá também, mas a neve do chão apenas, nunca vi os floquinhos de neve flutuando e caindo do céu. Vai ser muito bacana ter a neve no meu dia-a-dia (mesmo que por poucas semanas no ano), brincar na neve, fazer bonecos, guerrinhas de bola de neve e esquiar!

Quem está aí pode até rir de mim. Eu sei que há uma relação de amor e ódio com a neve. Nos lugares onde neva muito, em questão de dias você já está praguejando por tudo que a neve traz de ruim no seu cotidiano - carros atolados, limpar neve da calçada, do quintal, da garagem, etc. Mas eu não sei o que é isso, e na minha visão tropical tupiniquim, a neve é aquela coisa linda, mágica e romântica que só acontece no hemisfério norte.

Eu ainda vou morder a língua. Eu sei.

Marcadores: ,

por Ana Paula às 00:14, ,

Quem falou que a espera acabou?

Não bastaram os dez meses de espera, agora entramos noutra fase de mais impaciência... Há alguns meses demorava bem pouco depois que você enviava o resultado dos exames médicos para eles enviaram a carta pedindo os passaportes e pagamento da taxa.

Ontem fez 4 semanas que enviamos os exames. E até agora, nada de pedido de passaportes. :(

Haja coração!

Marcadores:

por Ana Paula às 10:49, ,

Entrando no clima, literalmente

Sharing the umbrella - Sharing the rain - Walmink @ Flickr

Essa semana chegou uma frente fria no Rio que deixou os dias bem chuvosos. O André disse que já é uma preparação pro que a gente vai ter que enfrentar lá em Vancouver, ou Raincouver, como dizem os locais. Eu gosto de frio, mas com chuva, não rola. Bem, vou ter que aprender a conviver com a chuva, né? Chuva é bom pra ficar em casa, encolhido embaixo das cobertas, assistindo filme e comendo pipoca.

Estamos aos poucos tentando explicar pra nossa filha, de 2 anos e meio, o que vai acontecer. "A gente vai pro Canadá, é bem longe, e vamos andar de avião". Ela repete: "A gente vai pro Canadá?" É, meu bem. Minutos depois, quando o assunto já acabou, ela volta: "Eu quero ir pro Canadá. Amanhã." :o) Teve um dia, depois do banho, que ela começou a chorar porque queria andar de avião naquela hora, ir para o Canadá. É claro que ela não entende o que está acontecendo, muito menos sabe onde é o Canadá e duvido que entenda que ir para o Canadá significa ficar longe dos avós e tios que ela tanto ama.

Eu não sei o que vou fazer quando, já lá, ela me pedir pra ver a avó, ou brincar com a tia. Isso vai ser de partir o coração. Pior ainda vai ser quando ela não mais pedir isso...

*suspiros*

Mas, faz parte, né?

Marcadores: ,

por Ana Paula às 03:51, ,

Acabou o segredo

... pelo menos nos nossos trabalhos!

A gente queria esperar o visto na mão pra dar a notícia. Mas eu já estava agoniada e ontem foi a gota d'água.

A minha parte

Um pequeno histórico: está acontecendo uma grande reestruturação na minha empresa, que está mexendo com a vida de muitas pessoas. Eu estava sempre nas reuniões falando do futuro, os meus superiores praticamente me enfiando em projetos de longa duração e planejamento para o ano que vem. O meu chefe vai tirar férias a partir da última semana de novembro, uma outra colega do departamento, em janeiro. E a gente quer ir embora um pouco depois disso. Eu TINHA que contar, mesmo sem o visto na mão.

Ontem passei o dia todo com frio na barriga, sabe aquela sensação que não passa de jeito nenhum? Um nervosismo, as mãos tremendo, falta de concentração. Pra piorar, o meu diretor não estava no escritório. Ele é uma pessoa que eu admiro muito e queria que fosse o primeiro a saber, antes mesmo do meu chefe direto.

De tarde eu entrei numa reunião justamente pra falar da reestruturação da minha equipe. Vocês imaginam a minha situação naquela sala, com outros diretores falando do "nosso" futuro e eu ali, doidinha pra explodir e dizer que eu não ia fazer parte daquilo. Mas segurei. O outro diretor tinha que saber antes.

Pra minha surpresa, ao sair da sala, vi o diretor. Ele tinha acabado de voltar de viagem. Parei na porta da sala dele e disse: "Sei que você chegou agora, está ocupado, mas eu preciso falar com você. E não são só dois minutos". "Que horas você vai embora?", ele perguntou. Já eram 4:40 e eu costumo sair às 5. "Só depois que eu falar com você".

Já eram 5 da tarde quando ele me chamou na sala. Antes mesmo de eu começar, ele disse: "Você vai me falar uma dessas coisas: ou você está grávida, ou vai nos deixar, ou arranjou outro emprego, ou quer se oferecer pra organizar a festa de Natal. É qual delas?"

Eu ri. Ele tem um senso de humor ótimo e é uma pessoa maravilhosa. Super compreensivo. Então eu disse que era o número 2 e comecei a explicar tudo. Ele ficou surpreso, mas me parabenizou e disse que todos vão sentir muito a minha falta. Falou mais meia dúzia de elogios e bons desejos pra mim. Depois chamamos o resto da minha equipe pra falar pra eles. E em seguida, o resto do escritório, cerca de 25 pessoas, ficaram sabendo também.

Não falei de datas, mas dei uma posição aproximada de quando vai ser minha saída. Se vou conseguir ser demitida ou não, isso é outro papo... Vamos ver.

Eu não consigo nem dizer o tamanho do alívio que senti. Foi como se me tivesse livrado de 100 quilos que estavam nas minhas costas. Chega de segredos, de falar baixinho no telefone, de ir pra outra sala ligar pra agências de viagem cotando passagens, de agonia nas reuniões de planejamento para o próximo ano. Acabou tudo isso, agora todo mundo sabe!

A parte do André

Depois ele conta melhor, mas queria dizer que no trabalho dele também já estão sabendo. Ele contou hoje de manhã e parece que foi super tranquilo também. O coordenador deu todo o apoio e vai tentar que ele seja demitido, com todos os direitos. Vamos ver no que dá, né?

Marcadores:

por Ana Paula às 16:13, ,

As primeiras fichas começam a cair

Finalmente, depois de meses de espera, parece que o nosso sonho está cada vez mais real. E é agora também que começa a dar frio na barriga, pelo menos na minha. Já até tive algumas pequenas crises de choro. Sabemos que vai ser uma mudança e tanto, e vai ser bom, mas é tão difícil deixar tudo pra trás assim, principalmente a família. Quero escrever sobre isso com calma depois.

Os exames já chegaram em Trinidad e Tobago, de acordo com o rastreamento dos Correios. Falta pouco. E já começamos a pensar nas passagens. Parece que tem muitas reservas para o período que queremos, e nosso receio em esperar o visto na mão, é não ter mais assentos para a data em que pretendemos partir.

Quando? Ah, não... Não vamos falar ainda. ;o) Depois que estivermos com tudo mais confirmadinho, a gente divulga.

por Ana Paula às 14:29, ,

Quem somos

Ana Paula e André

Ela, carioca, ele, paulistano. Deixaram a violência e falta de perspectiva no Rio de Janeiro para buscar novos desafios e esperança de um futuro melhor para sua filhinha em Vancouver, no Canadá.

Sobre o blog

O blog foi criado com intenção de registrar e compartilhar o processo da mudança, desde as primeiras pesquisas até sabe-se lá quando. Para informações sobre o processo de imigração Federal Skilled Worker para o Canadá, por favor visite os arquivos do nosso blog.

Chegamos no Canadá em fevereiro de 2007.
    Ontem: Rio de Janeiro
    Hoje: Vancouver, British Columbia
    Processo: Federal Skilled Worker

web blog

Assine o blog
Assine por e-mail

Text Link Ads

Atalhos

Posts recentes

Leitura obrigatória

Vancouver, BC, Canadá

Sites úteis

De lá

De cá

Arquivo

Powered By

Powered by Blogger
make 
money online blogger templates
eXTReMe Tracker


Website Counters

Foto: Stanley Park e Downtown Vancouver, de Warwick Patterson, no Flickr.