Pular para o conteúdo principal

Neve em Vancouver


Foto de feeltheflow, no Flickr

A notícia da semana é a tempestade de neve na cidade onde escolhemos morar. Aparentemente neva muito pouco em Vancouver, e quando neva não é muito constante, mas esta recente nevasca foi uma tremenda surpresa para os moradores da cidade. Todos os nossos futuros vizinhos comentaram sobre a neve em seus blogs.

Que o clima está mudando a gente está careca de saber. Essa nevasca e a tempestade de chuva na semana passada podem ser sintomas disso também, assim como todas as coisas doidas que estão acontecendo em vários lugares do planeta. Mas eu não quero falar nisso.

Eu sou doida pra ver nevar. Não a neve somente, mas a neve caindo do céu. Eu já vi neve em Nova Iorque e no Canadá também, mas a neve do chão apenas, nunca vi os floquinhos de neve flutuando e caindo do céu. Vai ser muito bacana ter a neve no meu dia-a-dia (mesmo que por poucas semanas no ano), brincar na neve, fazer bonecos, guerrinhas de bola de neve e esquiar!

Quem está aí pode até rir de mim. Eu sei que há uma relação de amor e ódio com a neve. Nos lugares onde neva muito, em questão de dias você já está praguejando por tudo que a neve traz de ruim no seu cotidiano - carros atolados, limpar neve da calçada, do quintal, da garagem, etc. Mas eu não sei o que é isso, e na minha visão tropical tupiniquim, a neve é aquela coisa linda, mágica e romântica que só acontece no hemisfério norte.

Eu ainda vou morder a língua. Eu sei.

Comentários

Diniz disse…
Ana Paula,

Com certeza voce vai morder a lingua, as poucos vezes que tive experiencia com neve caindo, foi meio estressante. Fazer as coisas com neve caindo é barra (principalmente dirigir).

Mas assim como voces nossa primeira escolha é Vancouver, mas em um ano tudo pode mudar, por enquanto vamos ficar torcendo para que a neve em Vancouver seja esporádica.hehehehe

Abraços,

Diniz
Anônimo disse…
Ana,

Morei em Toronto e agora estamos indo para Quebec. Depois de algumas semanas a neve realmente cansa, mas não podemos olhar para o clima como adversário/inimigo, então temos que aproveitar o que o país oferece em termo de esportes e diversão durante esses meses, existe muita cois legal para se fazer.

Abraços,

Juliana
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Ary disse…
Oi Ana Paula/Andre.

Bem, esse negocio que em Vancouver raramente neva e coisa de canadense...nao neva para os padroes deles!!! :-) Para a gente, nevando alguns dias/semanas no ano jah eh muuito!! Esse ano por exemplo, jah nevou uns bons dias em Janeiro e Marco!!!E agora em Novembro! Eh logico que nao eh como Saskatoon e Toronto...mas eh bastante. By the way, agora (4feira - 12h20) a neve comecou novamente deve nevar mais 30cm ate amanha...

Ary.
Ary disse…
So' mais um comentario...na verdade eu ate'h acho que a neve nao eh o maior problema...a questao eh sair de casa para trabalhar de manha ou sair a noite para shopping com -10C, como aconteceu nesses ultimos 2 dias...:-(. By the way, durante a madrugada, a sensacao termica chegou a -20C!!!!Ouch!...
Anônimo disse…
Olá Ana Paula,

Obrigado pelos parabéns!!! Estamos torcendo muito por vocês também! Realmente, não entendo os critérios do Consulado...mas, acabo de ler (16h50) este comentário no CanadaImigration do Yahoo:

"Pessoal, o consulado me ligou pedindo o envio dos passaportes. Ai estah o timeline!
15/07/05: Envio da papelada
20/10/05: Chegou a Carta de Abertura do Processo
22/08/06: Chegou o pedido dos exames medicos
27/11/06: Pedido de envio dos passaportes
O meu processo eh o Federal.
--
[]'s
Wagner D. da Silva Filho"

Quem sabe o de vocês está à caminho...além do mais, parece que mais gente recebeu o pedido dos passaportes por telefone, como nós...

Ficamos na torcida!!! Abraços!!!
Silvia S. disse…
Ana, aproveita pra arrumar uma colinazinha bem gostosa, de preferência livre de obstáculos no sopé, e escorregar de trenó. Tem o tradicional, aquele retangular com as estruturas laterais de metal, que pode ser puxado por cães, e um redondo, que parece um pratão onde você pode sentar em cima e deslizar morro abaixo. Lá no Kansas, minhas colegas de alojamento me levaram para andar nesse tal "sled", bem gostoso. Menina, sabe que acho que não tenho nenhuma foto da aventura? Nem sei se tenho alguma foto na neve, tenho que xeretar lá na casa da minha mãe! E cuidado quando a neve derrete e vira gelo, a gente que não está acostumada não tem as manhas... No primeiro dia de aula, saindo do alojamento, escorreguei e caí de bunda no chão, no melhor estilo videocassetada (só que não tinha ninguém filmando, e poucos vendo, embora eu tenha contado a "façanha" para todo mundo). ;-)

Nossa, tá chegando a hora, que bons ventos levem vocês! Tenho certeza de que vai ser uma mudança para muito melhor, e admiro vocês por essa empreitada.
Silvia S. disse…
Ah, sim: esqueci de mencionar que achei a neve o máximo, mas também eu nunca tive nenhuma obrigação de lidar com ela de maneira chata... Nunca tive que limpar calçada, carro, nem tive que dirigir na neve. ;-)
Marina disse…
Ana,

estou morrendo de rir aqui com o "relação de amor e ódio" com a neve! Eu morei em Montreal em Dezembro e Janeiro, e não se via outra coisa senão neve! Nos primeiros 2 dias foi delicioso, no 3º eu chorava de ódio daquela neve toda! ahahaha!!!! Fazia -38 graus!!!!!!! Eu quase fiz minhas malas e voltei, mas resisti!
Eu gosto de neve sim, adoro frio, mas neve no dia a dia é um porre!
A gente tinha que tirar os sapatos pra entrar em casa porque senão sujava tudo, via toda hora gente escorregando nas ruas e ficava ilhado em vários lugares quando nevava muito!
Apesar de tudo isso eu sobrevivi! ahahahahaha

Beijocas
Maryana ;* disse…
eu amei o seu blog, e eu, pelo menos, não estou rindo de você. adorei esse texto que você escreveu, eu vou pro Canadá em 2012, e ler seu texto só me deixou ainda mais ansiosa pra ir pra lá! Mas me diga, qual cidade de canadá você acha a melhor? Quero ir pra algum lugar que neve bastante! A neve é ótima. Beijos.

Postagens mais visitadas deste blog

Você moraria em uma área de terremotos?

Aparentemente nós vamos (se tudo der certo!). Uma amiga minha, que também está com processo encaminhado e queria ir pra Vancouver, veio conversar comigo no início da semana perguntando se eu vi um documentário no Discovery Channel sobre um mega-terremoto que arrasou a costa oeste das Américas em 1700. Segundo especialistas, outro mega-terremoto desses está por vir, em algum momento entre agora e nos próximos 500 anos. Os mega-terremotos são espaçados de 200 a 800 anos, em média.

Aí eu fui catar na internet tudo sobre terremotos em Vancouver. E me deparei com muita informação, inclusive um departamento do governo canadense que cuida só disso, com monitoramento de todos os tremores que acontecem no país - não é só na costa oeste não, acontece em várias partes do Canadá, inclusive no Quebec.

Parece que tremores acontecem com frequência. A cidade tem melhorado a infra-estrutura de edificações para proteger contra grandes tremores e evitar estragos maiores. As pessoas são orientadas como pro…

35mm por 45mm

Quando comecei a ler as instruções do processo e toda a documentação necessária, fiquei muito intrigada com o tamanho das fotos: 3,5 x 4,5 cm. São necessárias 6 fotos. É isso mesmo, não é o padrão 3x4 que a gente conhece, esse meio centímetro de cada lado faz falta. E a especificação não fica por aí... o tamanho do topo da cabeça ao queixo tem que ter entre 2,5 cm e 3,5 cm. Tá tudo detalhado nesse documento, na página C-1.

Primeiro nós tentamos fazer em casa mesmo. Tiramos fotos digitais e manipulei o tamanho no Photoshop. Mas como meus conhecimentos na ferramenta são apenas para a web, é claro que não deu certo. Eu coloquei exatamente o tamanho pedido na régua do Photoshop e quando imprimiu naquele tamanho que eu pedi, a imagem ficou com uma resolução péssima. O que eu tinha que fazer era criar um arquivo em tamanho bem maior, pra quando imprimisse num tamanho menor, a resolução ficar boa. Mas aí tinha que fazer muitos cálculos e proporções pra saber o tamanho necessário do arquivo...…

Mudança - O que levar e o que deixar

Se me perguntarem o que eu levaria para o Canadá, responderia que levaria minha casa como ela é, com tudo dentro. Mas...

Sabemos que não dá pra levar tudo que queremos. No way! O jeito é classificar os objetos como "deixáveis", "duvidosos" e os "necessários".

Antes de classificar, saiba que é possível, sim, transportar o que você quiser para qualquer lugar do mundo. Mas, como na vida, tudo tem um preço. E que preço!

Diversas empresas efetuam o transporte mas só para ter uma idéia, o frete aéreo custa em média US$2,50/Kg ou US$6,00/m3. Ainda, as taxas adicionais de expediente, de armazenagem, de combusível e de emissão Cia. Aérea.

Por via marítima, algumas empresas cobram por metro cúbico. Como vai de container, neste caso compensa juntar com mudanças de outras famílias para fazer cair o valor do metro cúbico.

Com o dinheiro que você deixa de gastar com transporte, você pode comprar tudo no Canadá e de acordo com sua nova moradia. Se você não sabe onde vai mor…