Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Outubro, 2005

Abba e Ima

Continuando o post anterior, cheguei em Toronto num sábado, ou melhor, Shabbat. Os meus "pais adotivos" são judeus ortodoxos, praticantes, e sábado é o dia do descanso até que o sol se ponha.

Por sermos cristãos, nossas práticas são muito diferentes mas isso não me incomodou em nenhum momento. Muito pelo contrário. Fiz questão de conviver com a diferença, aprender mais do que o inglês. Aprender a conviver com a diversidade cultural que Toronto oferece. Quem conhece a cidade sabe o que estou dizendo.

Tive o privilégio de conquistar o coração do Nolan e da Carol, que até hoje os chamo carinhosamente de Abba e Ima, respectivamente pai e mãe em hebraico.

Não sei se todos vão entender o que quero dizer mas por ser um sábado, as atividades na casa são muito restritas. De qualquer forma foi ótimo. Neste dia de chegada, conhecer meu quarto, tomar um banho maravilhoso, comer alguma coisa e descansar eram mesmo a melhor pedida.

No domingo, a Carol nos levou ao Downtown para sabermos que ô…

Marinheiro de primeira viagem

Como já escrevi aqui antes, minha primeira viagem ao exterior foi em 2003 para o Canadá, Toronto. Fiquei lá por um mês para fazer um curso de intercâmbio.

Tudo era desafiador: viajar sozinho para um outro país, não dominar o idioma, frio de inverno canadense, além de que não conhecia ninguém lá. Embora estivesse super motivado e psicologicamente preparado, nunca se sabe o que te espera numa situação dessa. Como eu ia ficar em casa de família (homestay), tinha em mãos informações da família, endereço e telefone.

A escola tinha me oferecido, ainda no Brasil, a opções de ter alguém que me recebesse no aeroporto e me levasse de carro até a casa da família. Como a grana era curta, pensei em ir de ônibus mesmo.

Thank God, não precisei gastar todo meu inglês na imigração (diferente de outros colegas da escola que precisaram ir para o famoso quartinho pra responder as perguntas básicas). Bastou dizer ao oficial de imigração o motivo da minha estada no Canadá e apresentar a carta da escola com o …

Almost an expert user

Chegou a nota do IELTS!

Listening: 9
Reading: 9
Writing: 8
Speaking: 8

Overall score: 8,5

Olha, eu juro que não esperava um resultado TÃO bom! Eu sabia que tinha feito uma boa prova, mas o resultado me surpreendeu mesmo.

Quem sou eu

(peguei a brincadeira no blog da Fê)



Adoro escrever. Por isso resolvi ser jornalista. O destino acabou me levando para caminhos diferentes, e hoje sou uma menina digital. O sonho de escrever ainda está encubado dentro de mim e concretizo um pouco dele nos blogs que tenho (Aha! Não é só esse!).

Sou tímida, organizada, perfeccionista. O caos me incomoda, mas a preguiça às vezes é maior que a vontade de ver tudo arrumado. Já tive memória melhor, ao longo dos anos meu HD foi enchendo demais e comprometendo a minha performance mental, eu acho. Já fui mais teimosa, hoje sou mais tolerante e aceito que as pessoas não precisam concordar com tudo o que penso, e vice-versa.

Gostaria de ter mais tempo pra ler, que eu adoro. Já tive medo de livros muito grossos, hoje eles não me assustam mais. Gosto de fotografia, gostaria de ser fotógrafa de eventos sociais ou de retratos. Já fotografei casamentos de amigos e familiares, as pessoas até gostaram das minhas fotos. Pena que fotografia seja um hobby mu…

Emprego - quando chegar lá

Será que eu vou conseguir emprego logo? Na minha área?

Provavelmente todos que pensam em imigrar devem se fazer essa pergunta muitas vezes. Esses dias tem rolado umas conversas na lista de discussão sobre esse assunto: pessoas qualificadas que vão para o Canadá, acabam em subemprego e não conseguem oportunidades nas suas áreas.

Sinceramente? Eu não me importo de trabalhar em outra coisa que não seja a minha área. Até porque, no meu caso em particular, a área que eu trabalho e tenho experiência não é o que eu queria fazer. Eu gosto do que faço, mas queria tentar outras coisas. Foi o destino que foi me empurrando para onde estou hoje. Não me incomodaria em mudar de rumo novamente.

Não vou negar, aqui no Rio eu tenho um bom emprego, um bom salário, tenho perspectivas de crescimento profissional. Mas não aguento mais essa cidade. Não vejo futuro para a minha filha, que hoje tem apenas 1 ano e meio. Se eu tiver que ser caixa de supermercado no Canadá pra que ela tenha um futuro digno, eu não …

IELTS - passou o sufoco

A prova foi no sábado. Eu estava tranquila e acho que consegui os pontos necessários para o processo. Vamos ver... o resultado sai em duas semanas.


Já demos entrada para as declarações de antecedentes criminais e já temos o da Polícia Civil e o da Justiça Federal em mãos. Falta só o da Polícia Federal, que fica pronto no final do mês.


Vou optar por não apresentar carta de referência do trabalho atual. É o meu primeiro emprego e não quero me expor ainda e comunicar minhas intenções. Temo possíveis represálias ou boicotes a possíveis oportunidades de crescimento enquanto ainda estou aqui. Vou fazer uma carta para o Consulado dizendo o motivo de eu não apresentar uma carta de referência.


Essa fase anterior ao envio de toda documentação é chata. Parece que nada tá pronto, parece que ainda não temos nada concreto em mãos. A gente tem postergado muito fazer certas coisas, como tirar cópias dos documentos, ou providenciar extratos bancários e fotos. Mas sei que, aos pouquinhos, estamos juntando…

Antecedentes criminais - Saiba (quase) tudo

Vamos compartilhar com vocês algumas informações que podem ser preciosas para obter as certidões de antecedentes criminais aqui no Rio de Janeiro.

Só para vocês se situarem, para obter cada um destes documentos, temos que ir em lugares diferentes e, apesar de ser no Centro da cidade, são muito distantes um do outro e rendem uma boa caminhada.

Não sei o real motivo mas aqui no Rio, as polícias Civil e Federal exigem uma carta específica do consulado. Ou seja, para cada pessoa, uma carta para cada polícia. E pelo que sei, outros estados não solicitam esta carta. Coisas do Rio.

De qualquer forma, todos os serviços são gratuitos (inclusive a carta do consulado canadense).

Polícia Civil

Levar:
uma cópia da carteira de identidade (pode ser a carteira de motorista desde que seja a nova, com foto) e a carta do consulado.

Endereço:
Rua da Relação, 42 (esquina c/ a Rua Mem de Sá).
Subir a rampa no sentido da R. Gomes Freire, no final virar à esquerda).

Horário de funcionamento:
de 2ª a 6ª-feira, das 11:00…