Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2007

Cenas de Vancouver

Ontem nós demos uma volta na cidade...

Por engano, passamos por Chinatown, chegando no centro da cidade.



Vida de desempregado é uma coisa mesmo... Plena segunda-feira, cinco da tarde, e nós passeando pelo centro. Eu fico maravilhada de morar a meia hora de carro do centro! Pra quem levava mais de uma no Rio, meia tá muito bom!



Eu queria muito registrar essa característica de Vancouver: as bicicletas por toda parte! Ainda vou escrever sobre a parte do meio ambiente, que é muito valorizada aqui. Nas ruas você encontra faixas exclusivas para bicicletas e é bem comum as pessoas irem pedalando para o trabalho. Eu acho isso o máximo e não vejo a hora de comprar uma bicicleta pra mim! (Depois que o trabalho aparecer, claro!)



Falando em bicicleta, até os ônibus aqui têm suporte pra pendurar a bicicleta (veja na foto abaixo, um ferro bem na frente do ônibus). O transporte público aqui é uma beleza, eu já escrevi sobre como é integrado o ônibus com o metrô e a barca, que faz a travessia para North…

A China é aqui

O Canadá é um país de imigrantes, como nós sabemos. Aqui em British Columbia, a maioria deles são chineses. Eles são tantos, mas tantos, que às vezes nos perguntamos se estamos mesmo no Canadá.

Eu queria pegar estatísticas comparativas com as outras províncias, mas não procurei muito. O que achei, que é bem significativo, foram números da imigração de British Columbia no ano de 2005. Dos 44,734 imigrantes que chegaram aqui naquele ano, mais de 13 mil eram chineses. O segundo país da lista, a Índia,
enviou pouco mais de um terço desse número. O que isso quer dizer? Que aqui tem chinês pra caramba!

Eu não tenho nada contra os chineses, imagina! Nem contra nenhuma outra nacionalidade, aliás, pelo contrário, estou curtindo bastante viver num ambiente tão multi-cultural. Mas isso é assunto pra outro post.

O que é curioso, é que porque os chineses são em maioria aqui, ao andar pelas ruas você praticamente se sente, mais uma vez, um estrangeiro. Há anúncios nas ruas em chinês, rádio em chinês,…

Overdose de e-mails

Antes de nós chegarmos aqui, recebíamos muitas mensagens de candidatos a imigrantes, perguntando toda sorte de dúvidas relativas ao processo de imigração. Os emails agora multiplicaram, o que é mais que normal, eu acho. Eu mesma, na época da minha pesquisa, acredito ter enviado algumas mensagens para poucos imigrantes já estabelecidos aqui no Canadá, pra tirar algumas dúvidas pontuais.

Eu adoro receber emails, e tenho o maior prazer em responder as mensagens. Quem já recebeu resposta minha sabe disso. Pode demorar um pouco (ou muito), mas eu sempre procuro responder todo mundo.

Só queria pedir a todos um pouco mais de paciência e que façam uma pesquisa nos arquivos do blog antes de mandar um email. Às vezes a resposta está aqui no blog. Principalmente para os que estão começando o processo de imigração agora, visitem os nossos arquivos de agosto a dezembro de 2005 (os links estão aí do lado), pois lá está toda a informação que conseguimos na fase inicial da nossa pesquisa e que pode aju…

Como abrir a primeira porta de emprego?

Muitos nos perguntam como é o mercado de trabalho aqui em Vancouver e quais as nossas dificuldades na procura pelo primeiro emprego. Creio que esta seja uma das preocupações mais frequentes nas mentes dos candidatos a imigrantes, talvez A mais frequente e perturbadora.

O que eu vou escrever aqui não será nenhuma novidade se você já acompanha os blogs de outros imigrantes que estão aqui há mais tempo que a gente, principalmente do pessoal lá da costa leste do país.

As dificuldades aqui são as mesmas, com o agravante que as vagas são bem menos que em Toronto. Tem vezes que me dá até raiva quando eu procuro emprego no Monster, por exemplo, e o resultado da pesquisa mostra 10 vagas em Vancouver e 50 mil em Toronto (guardado o devido exagero, claro). Bem, então essa é a lição número 1: se você quer ter abundância de oportunidades, vá pra Toronto. Lá as vagas são em maior número, mas acredito que a concorrência também seja grande, já que Toronto é o destino número 1 da maioria dos imigrantes…

Encontros

Ontem conhecemos a família Steiner, que está aqui desde dezembro do ano passado. De quebra, conhecemos também a Fernanda Fatio, do Conexão Vancouver. É bem divertido conhecer pessoalmente pessoas que você já "conhecia" virtualmente.



Engraçado mesmo foi na sexta-feira. Fomos no Vancouver Aquarium e de repente uma menina de Recife nos parou e perguntou se éramos nós que tínhamos um blog sobre o Canadá. Aí ela começou a contar a história que uma outra amiga mandou o link do nosso blog pra ela (porque ela viria pra cá estudar). Foi tão engraçado! Fomos reconhecidos na rua! Imagina só! :)

Já viram as fotos do Aquário? Não? Então, passem lá pra ver!

Meu primeiro aniversário na primavera

Hoje é o meu aniversário. O Diniz deixou um recadinho pedindo pra eu escrever aqui, já que nem todo mundo visita o meu outro blog. É que é tanto blog que não dá pra atualizar todos ao mesmo tempo! *risos*

Está sendo um dia diferente. Por um lado, triste, porque é a primeira vez que eu passo esta data longe de tantas pessoas que eu amo tanto. É verdade que duas delas, duas das mais importantes na minha vida, estão aqui comigo e isso é bom demais. Mas não dá pra não lembrar de todos os familiares que deixei no Brasil...

Por outro lado, é um dia muito especial. É o meu primeiro aniversário aqui no Canadá, e na primavera! Agora eu entendo o fascínio do povo que mora no hemisfério norte pela troca das estações. Aqui é realmente super definida. Depois eu falo mais sobre isso.

Ganhei um super presentão, um carro. Na verdade, é um presente pra família, mas veio bem pertinho do meu aniversário, então é meu também. O carro é usado, lógico, mas funciona bem e tá bem conservadão. É muito necessário …