Pular para o conteúdo principal

Quase habilitados para dirigir

Já demos os primeiros passos para termos a nossa carteira de motorista canadense. Confesso que demos muita bobeira em demorar tanto pra resolver isso. A carteira de habilitação brasileira só tem validade pelos três primeiros meses, ou seja, a nossa vence no próximo dia 19. A minha, pra piorar, venceu no dia 2 de maio. Eu não quis renovar a licença no Brasil porque viria pra cá, e agora é correr atrás pra tirar a carteira daqui o mais rápido possível.

É preciso fazer uma prova teórica e uma prática pra tirar a carteira de motorista. Aqui em British Columbia, você vai em qualquer agência do ICBC (Insurance Corporation of British Columbia), que é como se fosse o Detran no Rio de Janeiro. A diferença é que o ICBC faz tudo relativo a carro, incluindo seguro do automóvel, que é obrigatório e só pode ser feito através do ICBC.

Voltando à preparação para o teste. No ICBC você recebe um livreto com todas as regras de trânsito. Você pode ver o conteúdo do livreto nesta página. Depois de estudar o livro todo você vai no ICBC e pede pra fazer a prova teórica. Não precisa marcar data nem nada, só chegar lá, pagar 15 dólares e fazer a prova de 50 perguntas, múltipla escolha. Você tem que acertar 80% da prova, ou seja só pode errar 10 perguntas.

Eu estudei direitinho, mas na hora da prova tinha hora que eu ficava em dúvida. Podia ser mais de uma opção, certamente. Eu já estava quase finalizando a prova e já tinha errado tudo que podia (10 questões). Era a minha última pergunta e se eu errasse ela, ia ter que fazer a prova de novo (e pagar novamente!). Mas, graças a Deus, tive a luz de acertar a última pergunta e passei raspando! ;) O André foi melhor que eu, ele fez a prova há quase 2 semanas.

O passo seguinte é marcar a prova de direção. Você recebe outro livro (esse aqui) pra estudar. As nossas provas já estão marcadas. O negócio é que tem demorado muito pra marcar a prova prática. Eu só consegui vaga pra 14 de junho. Mas você pode conferir o site do ICBC pra ver se teve alguma desistência e conseguir uma vaga mais cedo. Com isso, consegui adiantar a prova pro dia 4 de junho, e o André, no dia 31 de maio (conseguimos adiantar ainda mais, pra 23 - André - e 24 de maio - eu). Você tem que fazer a prova no seu carro. Se não tiver carro, pode fazer no carro de uma auto-escola.

A minha carteira brasileira ficou retida no ICBC e eu recebi um papel, que é uma habilitação provisória. Eu só posso dirigir com outro motorista experiente do meu lado. Por experiente eles querem dizer motoristas que já tenham uma carteira class 5 válida. Eu agora sou considerada estudante, é mole?

São muitos detalhezinhos. Depois eu escrevo mais sobre essa parte da habilitação aqui em British Columbia.

Comentários

Diniz disse…
Oi Ana Paula,

Bom saber que as coisas estão andando, já se passaram quase 3 meses que voces chegaram e ainda tem pendencias para resolver.

Nessas horas que vejo que os 6 meses que o consulado pede para se organizar (e ganhar $$$) é bem próximo da realidade.

Espero que voces consigam tirar logo a carteira, afinal ficar ai sem poder dirigir não é facil não.

Abraços,

Diniz
rio-canada.blogspot.com
Mila e Arlei disse…
Oi Ana,
Estamos na mesma fase que vocês. Meu marido fará o teste prático amanhã e eu em Junho.
Boa sorte para vcs.
Abraços e fiquem com Deus.
Van disse…
Boa sorte no teste prático. Essa parte da habilitação é a mais chata, pelo menos para mim, pois tenho medo de dirigir.
Beijo
Fabi disse…
Nossa, ai parece mais confuso do que em ON. É um saquinho ter que fazer tudo de novo, mas eu já me livrei (depois de enrolar um ano, rs)! Bjokas

Postagens mais visitadas deste blog

Você moraria em uma área de terremotos?

Aparentemente nós vamos (se tudo der certo!). Uma amiga minha, que também está com processo encaminhado e queria ir pra Vancouver, veio conversar comigo no início da semana perguntando se eu vi um documentário no Discovery Channel sobre um mega-terremoto que arrasou a costa oeste das Américas em 1700. Segundo especialistas, outro mega-terremoto desses está por vir, em algum momento entre agora e nos próximos 500 anos. Os mega-terremotos são espaçados de 200 a 800 anos, em média.

Aí eu fui catar na internet tudo sobre terremotos em Vancouver. E me deparei com muita informação, inclusive um departamento do governo canadense que cuida só disso, com monitoramento de todos os tremores que acontecem no país - não é só na costa oeste não, acontece em várias partes do Canadá, inclusive no Quebec.

Parece que tremores acontecem com frequência. A cidade tem melhorado a infra-estrutura de edificações para proteger contra grandes tremores e evitar estragos maiores. As pessoas são orientadas como pro…

35mm por 45mm

Quando comecei a ler as instruções do processo e toda a documentação necessária, fiquei muito intrigada com o tamanho das fotos: 3,5 x 4,5 cm. São necessárias 6 fotos. É isso mesmo, não é o padrão 3x4 que a gente conhece, esse meio centímetro de cada lado faz falta. E a especificação não fica por aí... o tamanho do topo da cabeça ao queixo tem que ter entre 2,5 cm e 3,5 cm. Tá tudo detalhado nesse documento, na página C-1.

Primeiro nós tentamos fazer em casa mesmo. Tiramos fotos digitais e manipulei o tamanho no Photoshop. Mas como meus conhecimentos na ferramenta são apenas para a web, é claro que não deu certo. Eu coloquei exatamente o tamanho pedido na régua do Photoshop e quando imprimiu naquele tamanho que eu pedi, a imagem ficou com uma resolução péssima. O que eu tinha que fazer era criar um arquivo em tamanho bem maior, pra quando imprimisse num tamanho menor, a resolução ficar boa. Mas aí tinha que fazer muitos cálculos e proporções pra saber o tamanho necessário do arquivo...…

Mudança - O que levar e o que deixar

Se me perguntarem o que eu levaria para o Canadá, responderia que levaria minha casa como ela é, com tudo dentro. Mas...

Sabemos que não dá pra levar tudo que queremos. No way! O jeito é classificar os objetos como "deixáveis", "duvidosos" e os "necessários".

Antes de classificar, saiba que é possível, sim, transportar o que você quiser para qualquer lugar do mundo. Mas, como na vida, tudo tem um preço. E que preço!

Diversas empresas efetuam o transporte mas só para ter uma idéia, o frete aéreo custa em média US$2,50/Kg ou US$6,00/m3. Ainda, as taxas adicionais de expediente, de armazenagem, de combusível e de emissão Cia. Aérea.

Por via marítima, algumas empresas cobram por metro cúbico. Como vai de container, neste caso compensa juntar com mudanças de outras famílias para fazer cair o valor do metro cúbico.

Com o dinheiro que você deixa de gastar com transporte, você pode comprar tudo no Canadá e de acordo com sua nova moradia. Se você não sabe onde vai mor…