Pular para o conteúdo principal

Respondendo comentários

A gente vai avançando nos posts mas com o passar do tempo algumas perguntas são feitas nos comentários e acabam ficando sem respostas. Vou tentar respondê-las neste post, ok? Espero que sejam satisfatórias.

A Aninha perguntou se deve vender o carro para comprovar recursos junto ao consulado.

Respondo: Não precisa. Basta redigir uma carta se comprometendo em vender o carro antes de partir, informando as características do carro e o valor de mercado de acordo com a tabela da Fipe (www.fipe.com.br). Não se esqueça de reconhecer firma em cartório.

O André, meu xará, pergunto se já temos emprego garantido no Canadá.

Resposta: infelizmente, não. É quase impossível sair daqui já empregado por uma série de exigências do governo canadense.

A Ana Carolina, além de destacar a semelhança das nossas famílias, pergunta quanto a tradução de algum documento para iniciar o processo.

Não traduzimos nenhum. Nem mesmo as cartas de referência. Em inglês, só as cartas que nós mesmo redigimos justificando a não-entrega de algumas cartas de referência e declaração de que pretendemos vender o carro.

Flavia Mandic que nos aguarde. Nosso destino é Vancouver.

Não se importem em fazer comentários longos. Adoramos lê-los. ;- )

Por fim, gostaria de responder a todos nos próprios comentários de cada post mas tenho restrições de acesso no trabalho, o que me impede de comentar em outros blogs também. Vou procurar visitá-los mais a partir de casa.

Comentários

Ary disse…
Grande Andre.

Vejo que esta expert no assunto de Canada! Continuamos na torcida - espero que possamos fazer uns bons BBQs no futuro próximo por aqui!

Só gostaria de saber se recebeu meus emails. Caso positivo mande seu telefone ou contato no Skype para falarmos, ok?

Grande abraço.

Ary.
Luly :) disse…
ihhhh, eu voltei hoje das férias e to muito atrasada em comentários e e-mails... Com o tempo a gente conserta!!

Obrigada pelos parabéns!!! Estou atualizando a leitura e só agora vi o post! ;o)

Bjocas
Zana disse…
Oi, Ana Paula e André! Vim retribuir a visita que vcs fizeram ao meu blog :)
Logo vcs estarão por aqui, né? Mas Vancouver é longe e não neva tanto qto em Montreal (isso é bom)!! Hehehe!
felicidades pra vcs!
Zana

Postagens mais visitadas deste blog

Você moraria em uma área de terremotos?

Aparentemente nós vamos (se tudo der certo!). Uma amiga minha, que também está com processo encaminhado e queria ir pra Vancouver, veio conversar comigo no início da semana perguntando se eu vi um documentário no Discovery Channel sobre um mega-terremoto que arrasou a costa oeste das Américas em 1700. Segundo especialistas, outro mega-terremoto desses está por vir, em algum momento entre agora e nos próximos 500 anos. Os mega-terremotos são espaçados de 200 a 800 anos, em média.

Aí eu fui catar na internet tudo sobre terremotos em Vancouver. E me deparei com muita informação, inclusive um departamento do governo canadense que cuida só disso, com monitoramento de todos os tremores que acontecem no país - não é só na costa oeste não, acontece em várias partes do Canadá, inclusive no Quebec.

Parece que tremores acontecem com frequência. A cidade tem melhorado a infra-estrutura de edificações para proteger contra grandes tremores e evitar estragos maiores. As pessoas são orientadas como pro…

35mm por 45mm

Quando comecei a ler as instruções do processo e toda a documentação necessária, fiquei muito intrigada com o tamanho das fotos: 3,5 x 4,5 cm. São necessárias 6 fotos. É isso mesmo, não é o padrão 3x4 que a gente conhece, esse meio centímetro de cada lado faz falta. E a especificação não fica por aí... o tamanho do topo da cabeça ao queixo tem que ter entre 2,5 cm e 3,5 cm. Tá tudo detalhado nesse documento, na página C-1.

Primeiro nós tentamos fazer em casa mesmo. Tiramos fotos digitais e manipulei o tamanho no Photoshop. Mas como meus conhecimentos na ferramenta são apenas para a web, é claro que não deu certo. Eu coloquei exatamente o tamanho pedido na régua do Photoshop e quando imprimiu naquele tamanho que eu pedi, a imagem ficou com uma resolução péssima. O que eu tinha que fazer era criar um arquivo em tamanho bem maior, pra quando imprimisse num tamanho menor, a resolução ficar boa. Mas aí tinha que fazer muitos cálculos e proporções pra saber o tamanho necessário do arquivo...…

Fora do ar por tempo indeterminado

Eu nunca pensei que fosse querer encerrar esse blog. Quem me conhece de outros blogs, sabe que eu adoro escrever blogs. O fato é que não há mais tempo. Agora que engatamos de vez na nossa rotina daqui, não sobra tempo pra blogar direito. Eu já tenho o meu outro blog e lá vou continuar escrevendo, mas não exclusivamente sobre as coisas do Canadá.

Outro fator que nos fez dar um tempo com o blog, pra ser bem sincera com vocês, foi um pouco de chateação com a quantidade de emails que recebemos perguntando sobre o processo, sobre a vida aqui, sobre o mercado de trabalho aqui em determinada área. Tem gente que nem se dá o trabalho de ler os arquivos. Tem gente que escreve perguntando do processo de Quebec. Tem gente que vem estudar aqui e quer que a gente indique acomodação. Tem gente que quer saber se o mercado de trabalho em engenharia química ou biblioteconomia (são exemplos, tá) é bom aqui. Tem gente que pergunta se aqui em Toronto (!!!!!) é legal... Ou seja, totalmente sem noção.

Quem já…