Pular para o conteúdo principal

Quietinhos, na espera

Estamos calados nesses dias, né? Mas, não há mais nada o que fazer. A nossa parte já foi feita, agora é esperar por notícias do Consulado...

Enquanto esperamos, só nos resta ficar sonhando e imaginando quais serão os próximos passos. Essa espera é angustiante!

Na semana passada eu vi vários sites de pesquisa de emprego em Vancouver e tem TANTAS vagas na minha área! Dá vontade de mandar o currículo, mas não vai adiantar nada nessa altura do campeonato. A neura é tanta que tem dias que nem tenho mais vontade de trabalhar. Parece que nada do que faço aqui vai ser útil pra mim. É como se eu já estivesse vivendo lá no futuro.

Isso é ruim, claro! Essa ansiedade toda só vai me dar mais cabelos brancos (além do montão que eu já tenho!). Então resolvi dar um tempo nas pesquisar e me focar no presente e nas minhas atividades aqui no Brasil. Tem a festa de 2 anos da minha filha, que vai ser em abril, e eu ainda não vi nada...

Vou terminar o post com uma foto de Vancouver. Quase não colocamos fotos no blog, né? Essa foi da nossa viagem em julho passado. Depois escrevo mais sobre nossas impressões da cidade.

Até mais!

Comentários

Luly :) disse…
Sei bem o que está sentindo... O pior é quando vem os problemas na empresa... dá vontade de jogar tudo pro alto e sair logo!!! :)
Mas, temos que ficar com os pés no presente! Logo logo vcs estarão no Canadá!

Bjocas
Mirel disse…
Oi, me diz uma coisa, vc fica um pouco insegura quanto a adaptação da sua filhinha no Canadá?
Tbém estamos indo, mas as vezes fico preocupada em saber qual será a reação dela, estando em um lugar completamente diferente, e lingua diferente
Anônimo disse…
Oi, sou Tereza de São Lourenço - MG. Estamos (eu e meu marido)nos preparando p/ o Proc. Fed.

Quando li seu post lembrei-me de um valioso livro chamado "O Poder do Agora". Não me recordo o nome do autor, mas mesmo assim será fácil encontrá-lo. Se puder leia-o. Irá te ajudar a "permanecer no presente" com menos ansiedade.
Abraços e Boa Sorte.
André disse…
Pessoal, vou responder o post da Paula mas nossos sentimentos são iguais e qualquer hora ela tb comenta aqui.

Luly, ainda na semana passada, numa reunião na empresa, o pessoal planejando alguns assuntos para acontecer em 2007 e eu só ficava rindo. Acho que ninguém entendeu nada. :-)

Mirela, sinceramente, uma das coisas que menos nos preocupa é a adaptação da Laura. Principalmente quanto ao idioma. Acho que a Mariana ainda vai te ensinar inglês. :-)

Tereza, desejamos todos o sucesso p/ vc´s na realização deste sonho. Obrigado pela indicação do livro. Já estou procurando na net.

Continuem nos acompanhando.
Bruno & Mi disse…
Oi Ana!!
Obrigada pelo voto atrasado na nossa pesquisa!! Também estamos bem ansiosos com a espera, e eu sinto isso me fazer bastante mal, mas não tem jeito, a gente quer muito isso, né? Estou me afundando no trabalho pra parar de pensar um pouco nisso, mas agora que estamos na reta final é cada vez mais difícil esquecer, ainda mais porque todos nossos amigos já sabem e todo santo dia alguém pergunta quando nós vamos... aiai, como dói responder "não sei"...
Mas pelo menos é bom saber que as chances de não irmos são muito pequenas, então isso já é um conforto (é ótimo pensar: nós VAMOS, só temos que esperar mais um pouco). Geralmente isso me motiva bastante! Aproveite pra organizar uma festa bem criativa pra sua filha e ocupar a cabeça com isso!
Nossa, que comentário grande... é o que acontece quando eu me identifico...
Beijos e muita força pra vcs!
Míriam
ACBasso disse…
Olá , Paula e André, o ótimo é que essa angústia toda é esperando algo maravilhoso, logo, logo chega.

abraços,

Família Basso

Postagens mais visitadas deste blog

Você moraria em uma área de terremotos?

Aparentemente nós vamos (se tudo der certo!). Uma amiga minha, que também está com processo encaminhado e queria ir pra Vancouver, veio conversar comigo no início da semana perguntando se eu vi um documentário no Discovery Channel sobre um mega-terremoto que arrasou a costa oeste das Américas em 1700. Segundo especialistas, outro mega-terremoto desses está por vir, em algum momento entre agora e nos próximos 500 anos. Os mega-terremotos são espaçados de 200 a 800 anos, em média.

Aí eu fui catar na internet tudo sobre terremotos em Vancouver. E me deparei com muita informação, inclusive um departamento do governo canadense que cuida só disso, com monitoramento de todos os tremores que acontecem no país - não é só na costa oeste não, acontece em várias partes do Canadá, inclusive no Quebec.

Parece que tremores acontecem com frequência. A cidade tem melhorado a infra-estrutura de edificações para proteger contra grandes tremores e evitar estragos maiores. As pessoas são orientadas como pro…

35mm por 45mm

Quando comecei a ler as instruções do processo e toda a documentação necessária, fiquei muito intrigada com o tamanho das fotos: 3,5 x 4,5 cm. São necessárias 6 fotos. É isso mesmo, não é o padrão 3x4 que a gente conhece, esse meio centímetro de cada lado faz falta. E a especificação não fica por aí... o tamanho do topo da cabeça ao queixo tem que ter entre 2,5 cm e 3,5 cm. Tá tudo detalhado nesse documento, na página C-1.

Primeiro nós tentamos fazer em casa mesmo. Tiramos fotos digitais e manipulei o tamanho no Photoshop. Mas como meus conhecimentos na ferramenta são apenas para a web, é claro que não deu certo. Eu coloquei exatamente o tamanho pedido na régua do Photoshop e quando imprimiu naquele tamanho que eu pedi, a imagem ficou com uma resolução péssima. O que eu tinha que fazer era criar um arquivo em tamanho bem maior, pra quando imprimisse num tamanho menor, a resolução ficar boa. Mas aí tinha que fazer muitos cálculos e proporções pra saber o tamanho necessário do arquivo...…

Fora do ar por tempo indeterminado

Eu nunca pensei que fosse querer encerrar esse blog. Quem me conhece de outros blogs, sabe que eu adoro escrever blogs. O fato é que não há mais tempo. Agora que engatamos de vez na nossa rotina daqui, não sobra tempo pra blogar direito. Eu já tenho o meu outro blog e lá vou continuar escrevendo, mas não exclusivamente sobre as coisas do Canadá.

Outro fator que nos fez dar um tempo com o blog, pra ser bem sincera com vocês, foi um pouco de chateação com a quantidade de emails que recebemos perguntando sobre o processo, sobre a vida aqui, sobre o mercado de trabalho aqui em determinada área. Tem gente que nem se dá o trabalho de ler os arquivos. Tem gente que escreve perguntando do processo de Quebec. Tem gente que vem estudar aqui e quer que a gente indique acomodação. Tem gente que quer saber se o mercado de trabalho em engenharia química ou biblioteconomia (são exemplos, tá) é bom aqui. Tem gente que pergunta se aqui em Toronto (!!!!!) é legal... Ou seja, totalmente sem noção.

Quem já…