Pular para o conteúdo principal

Carro no Canadá - Uma necessidade?

Ter um carro no Canadá é mais do que uma necessidade. De acordo com nosso amigo Ary, que nos tem enviado diversas dicas, o Canadá, assim como os EUA, são países feitos para quem tem carro. Assim, pode preparar o bolso porque mais cedo ou mais tarde, você vai comprar um.

Os carros usados no Canadá são, em geral, muito rodados. Isso não quer dizer necessariamente que são antigos ou mal-cuidados mas muito usados, principalmente nas fartas auto-estradas canadenses. Além disso, a qualidade das estradas são excelentes, o que preserva muito o carro.

Enquanto você não tiver um carro, dê preferência por moradia onde há facilidades de transporte público.

Existem diversos sites no Canadá com classificados de carro. Abaixo alguns deles:

http://vancouver.craigslist.org

http://www.buysell.com

http://www.usedvancouver.com

Ao comprar um carro, saiba que outras despesas estarão diretamente associadas. Além dos custos diretos de manutenção, a licença é paga (placa do carro) e o seguro é obrigatório. Assim, não dá para falar de carro sem falar de seguro (conhecido como "Liability").

A rigor, o seguro de carro não é nada barato para um imigrante recém-chegado, entre variando $300.00 e $500.00 por mês. O valor do seguro pode ser amortecido se você possuir uma carteira de motorista G (a seguradora pergunta seu tempo de carteira G) e/ou histórico de bom motorista dos anos anteriores, quando o caso.

Há também a possibilidade de considerar seu histórico de bom motorista se obter uma carta de recomendação junto a(s) seguradora(s) utilizadas aqui no Brasil. Pra saber mais recomendo uma visita no blog da Laila, especificamente neste post.
A Laila gentilmente nos enviou um modelo de carta a ser emitido pela seguradora do Brasil, que ficaria mais ou menos assim:


Date

To Whom It May Concern:

This is to verify that (nome) carried vehicle insurance with (nome da seguradora) under policy number (numero da apolice).

Automobile insurance (modelo e marca do carro), (ano), chassis number (numero do chassis) has been in force from (numero de anos do seguro - precisa ser 7 ou mais) years and was rated under code "seguro compreensivo cod. 1" when we took this customer on risk.

Rating code: "seguro compreensivo cod. 1" represents seven or more years claim free and means 35% (IV) discount.

Named drivers of this car: (nomes das pessoas que dirigiam o carro)


______________________
Assinatura do responsavel pela seguradora (tipo gerente)
Nome da seguradora



Obviamente, esta carta precisa estar em um papel timbrado da seguradora.

Pronto. Agora que você já sabe "quase tudo" sobre carro no Canadá, é só comprar o seu. :-)

Comentários

Luly :) disse…
Oi, André!

Olha só, uma outra dica que peguei no grupo é pedir uma espécie de garantia anti-ferrugem, pois, por causa do sal que jogam nas ruas, é muito comum ter carros usados enferrujados.

Eu tb tenho um monte de dicas que fui coletando no grupo (algumas coisas mais focadas em Ontario), mas posso te enviar se vc quiser. Eu quero que vc me envie as suas, sim, não sei se vai dar tempo de ler, mas... :)

Bjos
Mirela disse…
Apesar de ter o metrô, acho que é essencial ter o carro, principalmente para nós que temos filhas pequenas, assim não judia muito quando for preciso sair no frio!
Leslie disse…
Caro André!
Obrigado pela visita lá no blog! Com certeza ainda virão muitos posts.
Curiosamente eu já visito muito seu blog, inclusive está na minha lista de favoritos. Vou linkar vcs lá no blog, ok?!!!
Espero que a gente possa trocar mais idéias. E aproveito para lançar uma idéia: que tal a gente marcar um encontro de blogueiros ou mesmo interessados aqui do Rio nesse projeto Canadá?
Elka disse…
Oi Ana Paula e Andre,
Vcs podem me informar a seguradora que aceitou a sua carta do Brasil?
Obrigada,
Elka
Elka disse…
Meu email e elka.costa@gmail.com
Obrigada por postarem a carta modelo. Facilita muito pra quem esta perdido com esse paperwork!
Thank's
Elka
José Fehse disse…
Ola a todos. Cheguei faz pouco mais de 20 dias a Toronto. Já fiz minha carteira G. Agora estou bringando com o preço do seguro. Trouxe a carta do Brasil, mas não acho seguradora que aceite. Alguém tem uma dica quente? A que a Laila indica, que peguei com o Wagner da Silva, não fez diferença com a carta.
Obrigado,
José

Postagens mais visitadas deste blog

Você moraria em uma área de terremotos?

Aparentemente nós vamos (se tudo der certo!). Uma amiga minha, que também está com processo encaminhado e queria ir pra Vancouver, veio conversar comigo no início da semana perguntando se eu vi um documentário no Discovery Channel sobre um mega-terremoto que arrasou a costa oeste das Américas em 1700. Segundo especialistas, outro mega-terremoto desses está por vir, em algum momento entre agora e nos próximos 500 anos. Os mega-terremotos são espaçados de 200 a 800 anos, em média.

Aí eu fui catar na internet tudo sobre terremotos em Vancouver. E me deparei com muita informação, inclusive um departamento do governo canadense que cuida só disso, com monitoramento de todos os tremores que acontecem no país - não é só na costa oeste não, acontece em várias partes do Canadá, inclusive no Quebec.

Parece que tremores acontecem com frequência. A cidade tem melhorado a infra-estrutura de edificações para proteger contra grandes tremores e evitar estragos maiores. As pessoas são orientadas como pro…

35mm por 45mm

Quando comecei a ler as instruções do processo e toda a documentação necessária, fiquei muito intrigada com o tamanho das fotos: 3,5 x 4,5 cm. São necessárias 6 fotos. É isso mesmo, não é o padrão 3x4 que a gente conhece, esse meio centímetro de cada lado faz falta. E a especificação não fica por aí... o tamanho do topo da cabeça ao queixo tem que ter entre 2,5 cm e 3,5 cm. Tá tudo detalhado nesse documento, na página C-1.

Primeiro nós tentamos fazer em casa mesmo. Tiramos fotos digitais e manipulei o tamanho no Photoshop. Mas como meus conhecimentos na ferramenta são apenas para a web, é claro que não deu certo. Eu coloquei exatamente o tamanho pedido na régua do Photoshop e quando imprimiu naquele tamanho que eu pedi, a imagem ficou com uma resolução péssima. O que eu tinha que fazer era criar um arquivo em tamanho bem maior, pra quando imprimisse num tamanho menor, a resolução ficar boa. Mas aí tinha que fazer muitos cálculos e proporções pra saber o tamanho necessário do arquivo...…

Fora do ar por tempo indeterminado

Eu nunca pensei que fosse querer encerrar esse blog. Quem me conhece de outros blogs, sabe que eu adoro escrever blogs. O fato é que não há mais tempo. Agora que engatamos de vez na nossa rotina daqui, não sobra tempo pra blogar direito. Eu já tenho o meu outro blog e lá vou continuar escrevendo, mas não exclusivamente sobre as coisas do Canadá.

Outro fator que nos fez dar um tempo com o blog, pra ser bem sincera com vocês, foi um pouco de chateação com a quantidade de emails que recebemos perguntando sobre o processo, sobre a vida aqui, sobre o mercado de trabalho aqui em determinada área. Tem gente que nem se dá o trabalho de ler os arquivos. Tem gente que escreve perguntando do processo de Quebec. Tem gente que vem estudar aqui e quer que a gente indique acomodação. Tem gente que quer saber se o mercado de trabalho em engenharia química ou biblioteconomia (são exemplos, tá) é bom aqui. Tem gente que pergunta se aqui em Toronto (!!!!!) é legal... Ou seja, totalmente sem noção.

Quem já…