Pular para o conteúdo principal

Freecycle

Descobri este site nesta semana e achei a idéia tão bacana, que resolvi compartilhar com vocês. Traduzi a descrição deles abaixo:
A rede Freecycle é composta de grupos individuais em todo o planeta. É um movimento sem fins lucrativos de pessoas que dão (e recebem) coisas gratuitamente em suas cidades. Cada grupo local é moderado por um voluntário. A associação é gratuita.

A rede Freecycle começou em maio de 2003 para promover a redução de desperdício no centro de Tucson (Arizona) e ajudar a proteger a paisagem do deserto de ser invadida por grandes lixões. A rede promove um fórum eletrônico para que pessoas e organizações sem fins lucrativos "reciclem" items que iriam dispensar. O lixo de uma pessoa pode ser o tesouro de outra!

Aqui está a lista dos grupos no Canadá. Pode ser boa idéia para conseguir itens usados de outras pessoas!

Comentários

.::Ju::. disse…
Adorei o link, Ana! Ótimo pra quem vai começar uma vida praticamente do zero em outro país!

Beijos!
Adriana - dri disse…
Olá Ana,

Havia muito tempo que procurava este link!!! Muito Obrigada!!!

Vou postar uma notícia lá no site www.brasilquebec.com fazendo referencia a sua postagem pois gostei de mais!!!espero que autorize...

Abraços
Aninha Reis disse…
Que legal Ana !
Puxa, tb estou ansiosa por vocês... por essa espera quase infindável *rs.
Bjs
Olá, André e Ana Paula!

Obrigado pela visita ao nosso blog.
Os seus vistos devem estar pra sair, não? Acho que seria um ótimo presente de Papai Noel!!!
Vocês já decidiram para que parte de Vancouver irão? Estou pesquisando direto qual seria a melhor região para as crianças. Ainda nem sabemos se iremos pra Van ou Toronto.... nem está perto de sair o nosso visto....rsrsrs
Abs
Marcelo e Julia

Postagens mais visitadas deste blog

Você moraria em uma área de terremotos?

Aparentemente nós vamos (se tudo der certo!). Uma amiga minha, que também está com processo encaminhado e queria ir pra Vancouver, veio conversar comigo no início da semana perguntando se eu vi um documentário no Discovery Channel sobre um mega-terremoto que arrasou a costa oeste das Américas em 1700. Segundo especialistas, outro mega-terremoto desses está por vir, em algum momento entre agora e nos próximos 500 anos. Os mega-terremotos são espaçados de 200 a 800 anos, em média.

Aí eu fui catar na internet tudo sobre terremotos em Vancouver. E me deparei com muita informação, inclusive um departamento do governo canadense que cuida só disso, com monitoramento de todos os tremores que acontecem no país - não é só na costa oeste não, acontece em várias partes do Canadá, inclusive no Quebec.

Parece que tremores acontecem com frequência. A cidade tem melhorado a infra-estrutura de edificações para proteger contra grandes tremores e evitar estragos maiores. As pessoas são orientadas como pro…

35mm por 45mm

Quando comecei a ler as instruções do processo e toda a documentação necessária, fiquei muito intrigada com o tamanho das fotos: 3,5 x 4,5 cm. São necessárias 6 fotos. É isso mesmo, não é o padrão 3x4 que a gente conhece, esse meio centímetro de cada lado faz falta. E a especificação não fica por aí... o tamanho do topo da cabeça ao queixo tem que ter entre 2,5 cm e 3,5 cm. Tá tudo detalhado nesse documento, na página C-1.

Primeiro nós tentamos fazer em casa mesmo. Tiramos fotos digitais e manipulei o tamanho no Photoshop. Mas como meus conhecimentos na ferramenta são apenas para a web, é claro que não deu certo. Eu coloquei exatamente o tamanho pedido na régua do Photoshop e quando imprimiu naquele tamanho que eu pedi, a imagem ficou com uma resolução péssima. O que eu tinha que fazer era criar um arquivo em tamanho bem maior, pra quando imprimisse num tamanho menor, a resolução ficar boa. Mas aí tinha que fazer muitos cálculos e proporções pra saber o tamanho necessário do arquivo...…

Mudança - O que levar e o que deixar

Se me perguntarem o que eu levaria para o Canadá, responderia que levaria minha casa como ela é, com tudo dentro. Mas...

Sabemos que não dá pra levar tudo que queremos. No way! O jeito é classificar os objetos como "deixáveis", "duvidosos" e os "necessários".

Antes de classificar, saiba que é possível, sim, transportar o que você quiser para qualquer lugar do mundo. Mas, como na vida, tudo tem um preço. E que preço!

Diversas empresas efetuam o transporte mas só para ter uma idéia, o frete aéreo custa em média US$2,50/Kg ou US$6,00/m3. Ainda, as taxas adicionais de expediente, de armazenagem, de combusível e de emissão Cia. Aérea.

Por via marítima, algumas empresas cobram por metro cúbico. Como vai de container, neste caso compensa juntar com mudanças de outras famílias para fazer cair o valor do metro cúbico.

Com o dinheiro que você deixa de gastar com transporte, você pode comprar tudo no Canadá e de acordo com sua nova moradia. Se você não sabe onde vai mor…